O que devo fazer para me sentir menos deslocado nas interações?

Acredito que minha maior adversidade para voltar a socializar “normalmente” é devido a como minha mente enxerga as coisas, as vezes eu sinto que estou em um plano diferente das outras pessoas e que não estou apto a forma um ligação social com elas por conta desse “deslocamento”, sou muito estranho e não tenho como fugir disso não importa que tipo de mascara eu resolva usar… e não faço ideia do que fazer para de fato mudar isso em mim.

Eu tenho 18 anos atualmente, e mesmo com minha situação atual eu tenho uma boa aparência quando resolvo de fato me arrumar, basicamente quase todas as garotas que eu já fiquei (que não são muitas) não foram por minha iniciativa, algumas garotas se interessaram por mim, eu ficava com elas uma ou duas vezes mas não tinha coragem de formas um relacionamento ou um vinculo nem mesmo de amizade, era sempre algo completamente superficial em volta de aparência e da primeira impressão que elas tinham de mim, mas isso durava pouco até que elas percebiam que eu não sou como as outras pessoas, acho que só encontrei apenas 1 pessoa em todo minha vida que estranhamente demostrou interesse em mim mesmo ela já me conhecendo a algum tempo, mas para várias o idiota aqui não percebeu nada, estou sem ver ela a mais de 2 anos e não faço ideia de como ela está, e estamos cidades diferentes atualmente, então minhas esperanças com ela são quase 0, mas as vezes acabou me lembrando dela.

Sei que o tempo não vai voltar não importa o quanto eu peça por isso, mas isso me frustra bastante, não consigo me ver mudando mais, minhas aulas da faculdade devem voltar preciosamente nesse ano, e sinto que esse meu sentimento de deslocamento pode acabar com a minha possível ultima chance, eu não gosto de festas com muitas pessoas, não gosto de álcool, não sei dançar, como estou a muito tempo sozinho, conversar com pessoas desconhecidas é um grande dilema… acredito que vou precisar fazer um grande esforço para mudar essas minhas características, em suma fazer coisas que não quero fazer, mas não sei se sou forte o bastante para superar isso, e penso que o conforto da minha cama em um quarto trancado pode acabar me engolindo sem que ao menos eu perceba.