Por que o Banho e a higiene pessoal são tão difíceis?

Esta é uma dificuldade que é difícil de entender. Se o comportamento do Hikikomori está relacionado ao julgamento das outras pessoas, o que será que leva os Hikikomoris a evitarem o cuidado pessoal?

A interpretação de quem está de fora é que um banho quente é relaxante e que ajuda a nos acalmar, só que, por alguma razão, tomar um banho é uma atividade que leva horas e que não provoca satisfação.

Com certeza o comportamento obsessivo associado deve provocar angústias na cabeça deles…

O que pode levar quem é Hikikomori a não ter higiene pessoal, julgo eu, é a depressão ou tristeza (maioria das vezes).
Na minha opinião, em geral, nossa sociedade como um todo e vida urbana nos empurram para isso.
Veja bem… Quem consegue andar na rua sem temer em ser assaltade? Sem temer que o pior aconteça? E quando saem, precisam de transporte e nem sempre se tem carro. Obrigando a usar ônibus em que as pessoas entram e sentem-se como sardinhas enlatadas. Nossa sociedade é desigual, não é igualitária para todos o que faz tais problemas serem muito comuns.
Também é importante analisar o bairro em que alguém mora. Existem bairros que sequer praças públicas possuem. Não tem área de lazer próximas porque foram muito mal planejadas. Além de calçadas e transporte público mal planejado também. Acaba que pelas dificuldades, a pessoa acaba se isolando porque a própria prefeitura negligencia a infraestrutura e o lazer na cidade. As pessoas acabam sentindo mais dificuldade para visitar alguém, sempre tendo que enfrentar ônibus lotados enfim.
Não bastasse os problemas estruturais da cidade, há uma eterna cobrança embutida nos estereótipos do que é ser homem e estereótipos do que é ser mulher. A partir do momento que você foge do padrão, seja por gostar de coisas mais “masculinas” ou “femininas”, você acaba sendo muitas vezes negligenciado por estar fora dos estereótipos vigentes. Tanto de masculinidade quando de feminilidade.
Fora também outras situações como cobranças… Das mulheres se cobra sempre “não estar desleixada”. Mulheres que simplesmente escolheram não se depilar muitas vezes são criticadas pelos chefes, durante o trabalho, e obrigam que se raspe. Mesmo sendo algo meramente estético por exemplo. Dos homens eu não sei, porque eu não sou do sexo oposto para saber.
De mulheres se cobram que não sejam “piriguetes”, opinam em sua sexualidade enquanto homens tem mais liberdade, na nossa sociedade, para fazer o que querem com os próprios corpos. A igreja, pelo menos uma boa parcela, condena o povo LGBT e até pouco tempo atrás ninguém “saia do armário”. Existem N motivos porque as pessoas se isolam e não querem viver mais em sociedade. Alguns tem genética forte, boa. Outros tem uma genética fraca e não conseguem suportar essas baques, essas porradas e simplesmente desistem e se tornam hikikomoris por exemplo. Porque tem medo da sociedade, por exemplo.
E não há ninguém empático, sempre terão grosserias no decorrer da vida, que você não consegue mais lidar ou está muito estressado para lidar.
Sobre não tomar banho, isso faz parte da tristeza, da depressão e revolta em viver em sociedade doente.
Sempre é um extremo. Ou você não toma banho por dias, ou você demora um século no chuveiro se sentindo triste.

1 Curtida